Tomografia Computadorizada - Pharmaceuticals


Tomografia Computadorizada

Tomografia Computadorizada - Coração
© S. Achenbach, Germany

Em 1971, no Atkinson Morley's Hospital em Wimbledon, Reino Unido, Godfrey N. Hounsfield iniciou os estudos clínicos com um equipamento especial – o primeiro tomógrafo computadorizado operacional (TC).

Durante duas décadas, o engenheiro elétrico inglês construiu protótipos em associação com o físico norteamericano Allan M. Cormack. Agora, finalmente, em Wimbledon, ele conseguiu lançar o segundo capítulo mais importante da história da radiologia. Naquela ocasião, a Deutsches Ärzteblatt, revista alemã para profissionais da área da saúde descreveu a conquista como "provavelmente o avanço fundamental mais importante em radiologia desde a descoberta dos raios X por Wilhelm Conrad Röntgen em 1895." Cormack e Hounsfield receberam o Prêmio Nobel de Medicina em 1979 pelo trabalho.

Fontes radioativas circulam ao redor do corpo

O aparelho de tomografia computadorizada gera um feixe estreito de raios X que penetra a parte do corpo almejada. Dentro do corpo do paciente, o feixe é enfraquecido em graus diferentes por várias estruturas cutâneas, gordurosas, musculares, dos órgãos e dos ossos. Uma série de detectores é posicionada exatamente em oposição ao tubo de raios X. Estes sensores capturam o sinal enfraquecido, o processam eletronicamente e o transferem para o computador para análise. Diferentemente das imagens radiográficas, que são obtidas a partir de uma direção, na TC a fonte radioativa circula ao redor do corpo. Desta forma, várias perspectivas podem ser geradas na mesma camada. O computador converte os dados em imagem tridimensional em escala cinza. Atualmente, isso acontece de forma muito rápida. Enquanto os dispositivos de primeira geração levam cerca de cinco minutos para gerar uma tomografia (imagem de plano específico), os dispositivos de alto desempenho atuais necessitam de apenas uma fração de segundo. A grande vantagem das imagens de TC é que são muito mais claras que as imagens de radiografia normal. Graças à melhor gradação do contraste, é mais fácil para o radiologista distinguir entre diferentes tipos de tecidos como o ósseo, muscular ou gorduroso.

Coração em três dimensões

Os avanços tecnológicos, qualidade de imagem cada vez melhor e tempos de exposição cada vez mais curtos, permitiram à TC se tornar um dos procedimentos diagnósticos radiológicos mais importantes em poucos anos. Ela é utilizada, por exemplo, em caso de suspeita de sangramento, dilatação/expansão de vasos sanguíneos, tumor cerebral ou edema cerebral ou para verificar alterações/lesões degenerativas ou relacionadas à idade, possível acidente vascular cerebral ou suspeita de fratura do crânio. Os radiologistas utilizam a TC de corpo total na pesquisa de tumores e cistos no tórax e abdômen – ou no monitoramento do desenvolvimento de tumores conhecidos ou alterações nos órgãos internos. Da mesma forma, hérnia de deslocamento transversal, osteoporose e outras doenças degenerativas ou fraturas ósseas podem ser diagnosticadas de forma rápida e segura com o auxílio da tomografia computadorizada. A TC cardíaca pode gerar uma imagem tridimensional das artérias coronárias e quaisquer alterações nelas. Este método pode ser utilizado para visualizar calcificações e depósitos nos vasos coronarianos, os primeiros sinais de aterosclerose. A TC cardíaca pode mostrar tanto a parte interna dos vasos sanguíneos quanto as paredes. Outras vantagens decorrem da natureza tridimensional da imagem: as partes separadas do coração são apresentadas em suas proporções reais. Além disso, o médico pode movimentar o objeto 3D como desejar. Isso facilita o reconhecimento de detalhes importantes.

Visualização virtual do cólon

Neste período, a tomografia computadorizada amadureceu de tal forma que as colonoscopias virtuais são possíveis. Diferentemente dos procedimentos ópticos tradicionais nos quais o endoscópio é inserido no cólon, a colonoscopia virtual não é, de forma alguma, diretamente invasiva. Pelo contrário, porções das imagens digitalizadas são convertidas por programas computadorizados especiais em perspectiva tridimensional do cólon. Até mesmo pólipos intestinais podem ser detectados desta forma. O exame de TC oferece, portanto, uma contribuição importante à detecção precoce do câncer de cólon.

Técnicas de Imagem

Mais informações sobre este tópico:

L.BR.DI.2012-07-24.0100

Ferramentas
.


http://pharma.bayer.com.br/pt/areas-terapeuticas/tecnicas-imagem/tomografia-computadorizada/index.php

Copyright © Bayer Pharma AG

close