Trombose - Pharmaceuticals


Trombose

Doença subestimada

A trombose pode parecer menos espetacular que outras doenças para o leigo, mas ela causa muitas mortes: mais de meio milhão de pessoas morre em virtude das consequências da trombose a cada ano apenas na Europa. E mais de 700.000 estão sob tratamento em toda a Europa.

Trombose

Trombose – quando o sangue forma coágulos

Quando o sangue coagula, isso é normalmente uma grande vantagem para o nosso corpo. Em caso de lesão, por exemplo, a coagulação garante que as feridas cicatrizarão e não sangraremos até morrer. Mas em determinadas condições, este processo de coagulação sanguínea normalmente protetor ocorre quando não é necessário. Trombose é como os médicos chamam esta coagulação indesejada. Os coágulos de sangue (trombos) que se formam, não apenas ameaçam obstruir as veias e artérias no local em que se forma. Na pior das hipóteses, podem se desprender da parede do vaso e ser transportados pela corrente sanguínea para outros órgãos, nos quais podem causar embolismos perigosos – entupimento total ou parcial do vaso sanguíneo.

Muitos fatores de risco para o desenvolvimento da trombose

A forma mais conhecida da doença é provavelmente a trombose decorrente de viagens, que pode ocorrer depois de permanecer sentado por longos períodos em voos de longa distância. No entanto, os pacientes confinados ao leito, talvez após uma cirurgia, também correm risco de desenvolver trombose. Por exemplo, as grandes veias da perna podem sofrer lesão em decorrência do implante de prótese de quadril ou joelho. Isso aumenta o risco do que se conhece como tromboembolismo venoso: os coágulos sanguíneos que se formaram nas veias são transportados através da corrente sanguínea e param nos pulmões, por exemplo. Estima-se que 6,5 milhões de pessoas morram a cada ano em todo o mundo em virtude das consequências destes embolismos.

Outras doenças também podem agravar o risco de trombose: uma é a fibrilação atrial, um distúrbio do ritmo cardíaco, no qual o coração não funciona adequadamente. Uma quantidade residual de sangue eventualmente é deixada para trás no coração e coagula; se o trombo for transportado de lá para o cérebro, há risco de aparecimento de acidente vascular cerebral. Os coágulos sanguíneos também podem se formar nas artérias. O risco de obstrução é mais sério com o estreitamento dos vasos em virtude de calcificação (aterosclerose). Se os vasos coronarianos são afetados, o resultado pode ser um ataque cardíaco ou infarto.


A prevenção da trombose é possível

A boa notícia é que a trombose pode ser evitada. As pessoas que estão cientes de que correm risco podem tomar precauções. Meias elásticas de compressão melhoram a circulação sanguínea nas pessoas que precisam ficar deitadas por longos períodos ou ficam sentadas por muitas horas durante um voo de longa distância. Além disso, existem medicamentos capazes de reduzir a coagulação, também conhecidos como anticoagulantes ou "afinadores do sangue". Apenas o médico poderia indicar esse tratamento , de acordo a presença individual de fatores de risco.

L.BR.GM.2012-07-30.0996

Ferramentas
.
Gineco


http://pharma.bayer.com.br/pt/areas-terapeuticas/saude-de-a-a-z/trombose/index.php

Copyright © Bayer Pharma AG

close