Sistema Intrauterino - Pharmaceuticals


Sistema Intrauterino

Como funciona?

O efeito anticoncepcional e terapêutico do Sistema Intrauterino baseia-se em sua ação local dentro do útero:

  • Torna o muco cervical mais espesso dificultando a passagem dos espermatozoides e, assim, a fertilização do óvulo;
  • Inibe a motilidade e a função dos espermatozoides dentro do útero e nas trompas uterinas;
  • Inibe o crescimento do endométrio (camada de revestimento interno do útero) tornando-o desfavorável à gravidez e resultando em um sangramento menstrual mais curto e menos intenso;
  • Age apenas onde é necessário não interferindo no restante do organismo.

Qual o método contraceptivo ideal para você?



Qual sua eficácia?

É um método contraceptivo muito eficaz comparável à laqueadura tubária (esterilização feminina). Sua ação anticoncepcional se inicia no momento em que é inserido.

Que tipo de hormônios contém?

Contém apenas o hormônio levonorgestrel, um progestógeno que é liberado em doses muito baixas no local onde deve agir, ou seja, na cavidade uterina. Não contém estrogênios, podendo portanto ser usado por mulheres que sofrem de intolerância a estes hormônios.

Pode ser usado por qualquer mulher?

Sim, pode ser usado por qualquer mulher que necessite de contracepção e não apresente contraindicações. É principalmente recomendado para aquelas mulheres que já tiveram filhos, nas quais sua inserção é mais fácil. O Sistema Intrauterino também pode ser indicado para aquelas mulheres que estejam amamentando.

Para as mulheres jovens que ainda não tiveram filhos, não é o anticoncepcional de primeira escolha. Como mencionado, existem algumas contraindicações específicas para seu uso.

Quando não deve ser usado?

Nas seguintes situações:

  • Gravidez ou suspeita de gravidez;
  • Doença inflamatória pélvica aguda ou recorrente;
  • Infecção do trato genitourinário inferior;
  • Cervicites (Infecções do colo do útero);
  • Câncer de útero ou do colo do útero;
  • Hemorragia uterina não diagnosticada;
  • Anomalias do útero ou do colo do útero, inclusive miomas, que deformem a cavidade uterina;
  • Doença hepática ativa ou tumores hepáticos;
  • Condições associadas a um aumento da suscetibilidade a infecções;
  • Hipersensibilidade aos componentes do medicamento.

Por quanto tempo age?

Age por até 5 anos.

E quando eu quiser engravidar?

Quando você quiser engravidar, basta pedir ao seu médico para remover o Sistema Intrauterino. Sua fertilidade voltará ao normal.

Como é inserido?

Só pode ser inserido por um médico ou por um profissional de saúde habilitado. O Sistema Intrauterino será inserido no útero, através da vagina, utilizando-se o insertor que acompanha o produto, no período de até 7 dias após o início da menstruação. Os fios de remoção que se exteriorizam do colo do útero para dentro da vagina devem ser cortados a um comprimento de 2-3 cm do colo do útero.

A inserção é dolorosa?

A maioria das mulheres refere um leve desconforto, como uma cólica menstrual, no ato da inserção. Recomenda-se que você converse com seu médico sobre a necessidade de usar analgésicos. Após a inserção, você ainda pode apresentar algumas dores semelhantes às cólicas menstruais que, de modo geral, desaparecem em algumas horas.

Em que época deve ser inserido?

Deve ser inserido durante a menstruação. Se você já está usando o Sistema Intrauterino e é hora de substituí-lo, isso pode ser feito a qualquer momento, não sendo necessário esperar o período menstrual. Pode ser inserido também logo após um aborto e a partir da 6ª semana após o parto.

Quanto tempo leva para ser inserido?

Os preparativos para a inserção podem levar alguns minutos e a inserção em si leva apenas alguns segundos.

Posso mudar de ideia?

Sim. Caso deseje descontinuar seu uso, basta pedir ao seu médico que o retire a qualquer momento. É muito simples. Mas se você não deseja engravidar após a retirada, é muito importante que utilize um outro método contraceptivo, já que a fertilidade é restabelecida em pouco tempo.

O Sistema Intrauterino pode deslocar-se ou sair do lugar?

É muito pouco provável que isso venha a ocorrer. Mas, se ficar confirmado que o Sistema Intrauterino saiu total ou parcialmente da posição ideal, você não mais estará protegida contra uma gravidez.
Um aumento incomum no volume do sangramento durante a menstruação ou cólicas intensas e fora do normal, podem ser indicadores de que isso ocorreu. Se você suspeita de que ele saiu do lugar, associe outros métodos contraceptivos (como por exemplo o preservativo) até conseguir uma nova consulta com seu médico. Informe seu médico se ocorrerem cólicas não habituais ou alterações inesperadas em seu padrão de sangramento.

É possível verificar se está corretamente posicionado?

Sim. Um exame ultrassonográfico é capaz de determinar com precisão se o Sistema Intrauterino está na posição correta, e um Raio-X pode informar se está dentro do útero ou não. Além disso, uma vez ao mês após cada menstruação, você mesma poderá tentar sentir o colo do útero e os fios de remoção introduzindo os dedos no fundo da vagina. Mas não se preocupe se você não conseguir. Nem todas as mulheres conseguem se auto examinar e algumas têm o canal vaginal um pouco mais profundo. Assim, procure imediatamente o seu médico caso você ou seu parceiro sintam qualquer desconforto durante a relação sexual, ou se você suspeitar de algum problema ao fazer o auto exame.

Meu parceiro sentirá os fios durante a relação sexual?

Provavelmente não. Somente se o Sistema Intrauterino estiver fora do lugar ou se os fios estiverem muito compridos, é possível que seu parceiro sinta algum desconforto na relação sexual. Se isso ocorrer, peça a seu médico para reexaminá-la e, se for o caso, ajustar os fios cortando-os mais curtos.

O que ocorre com a menstruação?

Certamente seus períodos menstruais serão modificados. Durante os primeiros 3-6 meses após a inserção, muitas mulheres relatam a ocorrência de "gotejamentos" (pequenas perdas de sangue) ou de pequenos sangramentos fora do período menstrual normal. Em geral estes sangramentos irregulares cessam espontaneamente, e a única providência necessária é o uso de absorventes finos, especialmente durante a primeira semana após inserção do Sistema Intrauterino. De modo geral, sua menstruação será menos intensa, mais curta e menos dolorosa, significando mais liberdade e melhor qualidade de vida. Em algumas mulheres, a menstruação cessa completamente. Quando o Sistema Intrauterino for removido, os períodos menstruais voltarão a ter suas características habituais.

Devo me preocupar se não ocorrer a menstruação?

Não. Se você não menstruar enquanto estiver usando o Sistema Intrauterino, saiba que isso é resultado do efeito do hormônio sobre o revestimento interno do útero (endométrio). Isso quer dizer que o espessamento mensal do endométrio (com sangue) é inibido e a menstruação não ocorre. Portanto, não haverá sangramento que possa ser considerado menstruação ou período menstrual. Contudo, isso não quer dizer que você está na menopausa ou que o sangramento menstrual está sendo desviado para outra parte de seu corpo, ou ainda que você está grávida. Lembre-se, ele age apenas onde é necessário. Na verdade, um menor sangramento ou a ausência dele pode ser considerado vantajoso para a saúde da mulher.

Se não ocorrer a menstruação, como vou saber que não estou grávida?

Dizer que a ausência de menstruação sempre indica que há gravidez não é correto. Como já mencionado, as mulheres que usam o Sistema Intrauterino podem desenvolver a amenorreia (ausência de menstruação), sendo um efeito próprio do medicamento, que na maioria dos casos só traz benefícios e não tem relação com gravidez. Além disso, a possibilidade de ocorrer uma gravidez durante o uso é quase inexistente. Entretanto, você pode fazer um exame de gravidez para se sentir mais segura.

Se você usa o Sistema Intrauterino e não menstrua há algum tempo, e de repente observa a ocorrência de sangramento, procure seu médico. Isso pode indicar que o Sistema Intrauterino saiu do lugar.

Como vou saber se não entrei na menopausa?

(Para mulheres acima de 45 anos) Na menopausa, além de ocorrerem as alterações no padrão menstrual (irregularidades menstruais ou ausência de menstruação), a maioria das mulheres apresenta outras mudanças no organismo que indicam o início desta fase, como por exemplo as ondas de calor e os suores noturnos. Se você suspeita que está entrando na menopausa, fale com seu médico para que sejam realizados outros exames.

Vou engordar?

Pesquisas demonstram que a maioria das usuárias do Sistema Intrauterino não apresenta quaisquer alterações no peso corpóreo dependentes diretamente do uso do produto.

Que devo saber sobre os efeitos colaterais?

O Sistema Intrauterino age diretamente dentro do útero, por isso, a quantidade de hormônios na corrente sanguínea das usuárias do Sistema Intrauterino é muito pequena, e os efeitos colaterais são poucos e muito raros. Dentre os efeitos adversos já relatados, os mais frequentes são: sangramentos irregulares, dor de cabeça, dor abdominal e aumento da sensibilidade nas mamas. Seu médico conhece bem esses sintomas e poderá ajudá-la e orientá-la melhor, por isso consulte-o para mais esclarecimentos.

Existem outras complicações?

Diferentemente de outros contraceptivos intra-uterinos, não provoca cólicas ou hemorragias uterinas, não predispõe a doença inflamatória pélvica e não aumenta o risco de gravidez ectópica (gravidez fora do útero). Seu médico poderá discutir com você os riscos e benefícios do uso do Sistema Intrauterino.

Com que frequência devo consultar meu médico?

Isso pode variar, mas de modo geral a usuária do Sistema Intrauterino deve ser examinada anualmente, até que este seja removido. Porém, logo após a inserção, a usuária deve retornar à consulta em 6 semanas para uma primeira revisão e a partir daí, a cada 12 meses. O Sistema Intrauterino pode permanecer no útero por até 5 anos.

Quanto custa?

O Sistema Intrauterino requer que todo seu investimento seja feito de uma vez só. Contudo, se calcularmos seu custo mensal durante os 5 anos de uso, veremos que o Sistema Intrauterino tem um dos menores preços mensais entre os contraceptivos modernos, incluindo as pílulas.

Saiba mais - Gineco

L.BR.WH.2012-07-23.0828

Ferramentas
.
Guia CLP
Gineco

http://pharma.bayer.com.br/pt/areas-terapeuticas/saude-de-a-a-z/contracepcao/metodos-hormonais/sistema-intrauterino/index.php

Copyright © Bayer Pharma AG

close