Biomarcadores - Pharmaceuticals


Biomarcadores

Parâmetros mensuráveis para terapias personalizadas

Para possibilitar a mensuração de processos sadios e patológicos no organismo, os cientistas médicos utilizam "biomarcadores" como referências. Os biomarcadores são parâmetros mensuráveis que são detectados por métodos físicos (por exemplo, medindo-se a pressão do sangue) ou utilizando métodos de bioquímica ou biologia molecular (para medir, por exemplo, carboidratos, enzimas ou moléculas receptoras no sangue ou tecido). A medição dos biomarcadores produz informações valiosas sobre certos processos metabólicos: quanto mais especificamente um biomarcador estiver relacionado ao processo de uma doença, mais precisas serão as informações resultantes.

A busca por biomarcadores adequados é um fator importante no desenvolvimento de medicamentos na Pharmaceuticals. Esses indicadores permitem detectar e classificar processos patológicos e monitorar o curso de terapia. Os biomarcadores auxiliam oferecendo indicações antecipadas sobre efeitos colaterais ou sobre riscos de como a doença avançará em cada paciente (estratificação de pacientes). Além disso, os biomarcadores abrem as portas à medicina personalizada. A detecção de um biomarcador permite a avaliação da probabilidade de sucesso de um paciente em relação à respectiva terapia.

Rastreando proteínas suspeitas

Em sua busca por biomarcadores adequados, a Pharmaceuticals utiliza o que é conhecido como multiplexação na detecção de proteínas que reconhecidamente estão envolvidas no processo de uma doença. São realizados ensaios em série nas amostras de urina ou sangue dos pacientes para procurar entre 60 e 80 dessas proteínas. Os anticorpos que objetivam essas proteínas são marcados com um corante fluorescente, o qual é liberado quando o anticorpo liga-se ao antígeno, sinalizando assim sua presença. Isso permite que os pesquisadores determinem se e como o medicamento influencia a liberação ou atividade dessas proteínas e, se sim, como essas mudanças irão interagir com o processo da doença.

Embora certas proteínas específicas sejam detectadas pelos métodos de multiplexação, os pesquisadores utilizam chips de DNA para tirar uma foto dos níveis de RNA mensageiro (RNAm) que se formaram em uma célula. Valiosas informações sobre biomarcadores adequados podem ser obtidas das formas pelas quais o nível de RNAm em uma célula doente (por exemplo, uma célula cancerosa) desvia-se do nível de uma célula sadia.

O genoma de uma pessoa também desempenha um papel importante na gênese de doenças e nos efeitos de medicamentos (saiba mais em Farmacogenética). Assim, as informações genéticas também são importantes na pesquisa de biomarcadores.

L.BR.01.2015.2848


Ferramentas
.


http://pharma.bayer.com.br/pt/pesquisa-desenvolvimento/tecnologias-tendencias/biomarcadores/index.php

Copyright © Bayer Pharma AG